Beraldo: “Foi mais rápido do que eu sonhava”

Entre os mais jovens do grupo comandado por Dorival Junior, Beraldo está perto de disputar sua primeira competição com a Seleção Brasileira. O zagueiro despontou em 2023 com o atual treinador da Amarelinha, ajudando o São Paulo a conquistar o inédito título da Copa do Brasil. Com a taça no currículo, ele se transferiu para o PSG (FRA), onde rapidamente ganhou a titularidade, sendo escalado na lateral-esquerda e na zaga.

Em março deste ano, aos 20 anos, Beraldo foi titular nos amistosos contra Inglaterra e Espanha, com desempenho que o credenciou para ouvir seu nome mais uma vez em uma lista do Brasil. Vivendo tantas mudanças e sucessos em pouco tempo, ele revela que realizou o sonho de representar seu país mais cedo do que esperava.

“Todo mundo que joga bola sonha em poder vestir a camisa da Seleção, mas confesso que foi um pouquinho mais rápido do que eu sonhava. Estão acontecendo muitas coisas na minha vida e será incrível, com 20 anos, representar o meu país na Copa América. Espero continuar representando o nosso país por muitos anos”, comemorou.

Beraldo e Juan em treino pela Seleção BrasileiraBeraldo está entre os mais jovens do grupo para a Copa América
Créditos: Rafael Ribeiro/CBF

A Copa América será a primeira competição oficial de Beraldo com a Seleção Brasileira, que está em preparação há uma semana em Orlando (EUA). O Brasil enfrenta o México, neste sábado (8), em College Station, no Texas. Na quarta (12), a Seleção joga contra os Estados Unidos, em Orlando, na Flórida. Já a abertura da Copa América será contra a Costa Rica, no dia 24, em Los Angeles. Paraguai e Colômbia estão também no grupo do Brasil na primeira fase da competição continental.

“Todo mundo está buscando o mesmo objetivo, que é ser campeão e se preparar da melhor forma possível para o começo da competição. Todo mundo focado e com o mesmo objetivo, acho que isso é o mais importante para a gente”, explicou.

Em busca do 10º título da Copa América, a Amarelinha terá a liderança de Dorival Junior, técnico que Beraldo conhece bem dos tempos de São Paulo.

“Sei como ele trata as pessoas e o grupo. É uma pessoa sensacional, não só ele, mas toda a sua comissão. Sempre querem ajudar e querem o máximo do jogador. Nosso grupo está entendendo muito e podendo entregar tudo isso a ele. Ser campeão mais uma vez com ele seria uma honra para mim”, enalteceu.

Beraldo e Juan em treino pela Seleção BrasileiraBeraldo e Juan em treino da Seleção Brasileira
Créditos: Rafael Ribeiro/CBF

Pelo clube francês, o zagueiro ganhou o Campeonato Francês, a Supercopa Francesa e a Copa da França na última temporada. Além da felicidade de se sagrar campeão, ele tem a seu lado Marquinhos, um ídolo pessoal, e revelou que foi o companheiro de clube e Seleção que o contou da convocação para a Copa América.

“Eu e o Marquinhos estávamos treinando. Na hora que acabou o treino, ele veio me contar a notícia e recebi da melhor forma possível, das mãos do meu ídolo, que eu tinha sido convocado junto com ele para poder representar o nosso país”, disse.

Eles formam uma forte dupla, com Marquinhos atuando pela direita e Beraldo, pela esquerda. Desde que uniram forças no PSG, a admiração de Beraldo pelo companheiro cresceu.

“Ele é uma inspiração pra mim e ter a oportunidade de trabalhar com ele todos os dias, aqui na Seleção e no clube, é um grande prazer pra mim. Me identifico muito com ele, pela forma de jogar, um jogador muito técnico, rápido, com bom posicionamento”, afirmou.

“Conhecendo ele ainda mais pessoalmente, eu vi o quanto ele é importante dentro de um grupo, pela sua liderança e a capacidade de poder comover todos para o mesmo objetivo”, acrescentou.

Beraldo e Marquinhos em treino pela Seleção BrasileiraMarquinhos e Beraldo: companheiros de PSG e de Seleção Brasileira
Créditos: Rafael Ribeiro/CBF

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE